5 dicas para conciliar a compra de um imóvel com a família

Tempo de leitura: 3 minutos

A compra de um imóvel é um momento único, que envolve muito dinheiro e expectativas. Na grande maioria das vezes esse desejo e ansiedade são compartilhados em família e, para que todos se sintam bem e felizes no novo lar, são necessários alguns cuidados durante a aquisição. Quer conhecer essas dicas? Então, continue lendo o texto até o final!

1. Avalie a quantidade de quartos ideal

O quarto é um dos cômodos mais importantes da casa, não é mesmo? Todo mundo quer ter um lugar só seu, seja para descansar ou praticar seus hobbies. Por isso, é fundamental que o imóvel tenha o número de quartos suficiente para todos os moradores.

Se a família planeja crescer nos próximos anos, também é importante levar isso em consideração durante a escolha. Pense adiante e já escolha um imóvel que supra as necessidades da família daqui a um tempo.

2. Reflita muito sobre a localização

Ninguém gosta de perder horas do dia no trajeto para chegar e voltar dos compromissos. Para aumentar a qualidade de vida de todos dos integrantes do grupo familiar é preciso, por exemplo, que o imóvel esteja em uma região estratégica da cidade.

Por isso, priorize bairros localizados em regiões mais centralizadas ou com boas vias de acesso. Hoje, morar perto do trabalho ou da escola do filhos é um privilégio! Também se certifique de que a região é bem atendida pelo transporte público, mesmo que a família tenha carro. É melhor se precaver, não é verdade?

3. Conheça os serviços oferecidos na região

Ter os serviços que a família mais usa nas proximidades da residência é algo que facilita muito o dia a dia e deve ser levado em consideração. Observe a presença de serviços essenciais como supermercados, padarias, farmácias e caixas eletrônicos perto da casa, por exemplo.

Caso haja a presença de crianças, idosos, ou pessoas que precisam de mais cuidado com a saúde na casa, é ideal que tenham hospitais ou clínicas nas redondezas. Se alguém ainda estiver no período escolar, também é interessante verificar a qualidade das escolas do bairro.

Mas nem só de trabalho e estudo vivem uma família, certo? Certifique-se de que existam locais de lazer como praças, parques e clubes, para garantir que a qualidade de vida seja ainda melhor no seu novo lar.

4. Saiba quem são os seus vizinhos

É quase impossível encontrar alguém que nunca tenha tido problemas com vizinhos. Para evitar que isso aconteça com a sua família, converse com a vizinhança antes de fechar o negócio. Procure saber sobre como é a rotina no local e sinta se eles são agradáveis e se existe empatia suficiente entre a maioria deles.

Também observe — principalmente se alguém da casa tiver o sono leve — se existem possíveis fontes de poluição sonora como boates, bares ou casas de show por perto. O mesmo vale para aqueles vizinhos que gostam de um som alto ou que fazem reuniões e confraternizações com muita frequência.

5. Informe-se sobre a segurança

Ninguém quer se sentir preso dentro da própria casa. É por isso que a segurança deve ser uma das prioridades na hora de escolher o lugar em que você vai morar com a família. Verifique se o condomínio possui câmeras de monitoramento, porteiro 24 horas, grades de proteção, entre outras coisas. Apesar de não impedirem a criminalidade, essas medidas reduzem de forma considerável os riscos.

Conheça também os índices de criminalidade da região e procure saber se o patrulhamento policial é feito regularmente. Também é válido perguntar aos vizinhos se já aconteceram problemas na vizinhança ou nas redondezas.

Esperamos que este post auxilie você na compra de um imóvel que agrade toda a sua família. Acha que o conteúdo pode ser útil para mais pessoas? Então compartilhe em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *