Apartamentos para idosos: 5 dicas para comprar ou alugar

Tempo de leitura: 6 minutos

A casa ficou mais vazia com a saída dos filhos e o espaço já é muito grande para o casal? Com o passar dos anos, a estrutura familiar muda e, por isso, muitas vezes, é mais vantajoso sair do imóvel em que se está e optar por apartamentos para idosos.

Afinal, esse é o momento de descansar e curtir a presença dos filhos apenas nos dias de visita. Além disso, com o avanço da idade as necessidades pessoais mudam, pois as pessoas querem aproveitar mais os momentos com tranquilidade.

Para que você saiba escolher o imóvel ideal para morar, nós preparamos as dicas abaixo. Confira!

1. Aposte em apartamentos menores

Se a casa onde você mora já ficou grande para o casal, talvez esteja na hora de procurar apartamentos para idosos que sejam menores. Eles podem trazer muitas vantagens para os moradores como:

  • mais facilidade para fazer a limpeza do imóvel;
  • ambientes sem desnível;
  • facilidade de locomoção entre os ambientes;
  • integração entre os espaços;
  • maior segurança para os moradores;
  • possibilidade de maior integração com outras pessoas;
  • menor investimento financeiro e possibilidade de usar os recursos para viagem e lazer.

2. Escolha bem a localização dos apartamentos para idosos

Um imóvel com boa localização, perto de avenidas principais, tem mais facilidade de acesso tanto para o uso de transporte público como para o trânsito de veículos. Isso já garante mais conforto e praticidade para os moradores.

Também é recomendável considerar os serviços oferecidos na região. Por exemplo: uma área com restaurantes, padarias, cafés, shoppings e supermercados por perto permite que os deslocamentos sejam feitos a pé ou de táxi a um custo baixo.

Dessa maneira, fica mais fácil marcar encontros com amigos em espaços públicos. Além disso, se você decidir caminhar até o local já consegue fazer um pouco de atividade física e, ainda, evita possíveis congestionamentos.

Avalie as facilidades da região

Além disso, deve-se considerar a existência de clínicas médicas ou hospitais perto dos apartamentos para idosos. Com o avanço da idade aumentam os exames de rotina e possíveis tratamentos. Por isso, quando essa estrutura fica próxima do imóvel o dia a dia do idoso fica mais tranquilo e prático.

Outra situação que pode ser considerada é a proximidade do espaço aos amigos ou parentes. Isso facilidade as visitas sem atrapalhar a rotina da outra pessoa. Ademais, garante uma assistência mais fácil se um dia o idoso precisar de ajuda.

Dica: verifique se o apartamento fica próximo de parques, feiras ou academias ao ar livre. Esses espaços são excelentes oportunidades de fazer novas amizades, manter o cérebro ativo, praticar atividade física e ficar integrado à sociedade.

3. Verifique as condições de segurança do condomínio e da região

Para que você fique tranquilo, é indicado verificar a condição de segurança da área onde deseja morar e do condomínio. Um apartamento, nesses casos, já é uma vantagem porque limita o acesso de pessoas ao local.

Você ainda pode se certificar de que o condomínio utiliza câmeras de segurança e sistemas de senha ou biometria para limitar o acesso. Se o espaço possui serviço de portaria, essa já é uma garantia a mais para os moradores.

Segurança do apartamento para idosos

O imóvel deve ter travas de segurança nas portas e janelas. Além de evitar possíveis quedas, essa medida aumenta a segurança para os moradores.

Também é recomendável que o apartamento tenha pisos antiderrapantes, principalmente nas áreas que costumam molhar com facilidade. Essa solução simples evita quedas e acidentes graves entre os idosos.

Ademais, deve-se considerar a existência de botão de alarme em ambientes como quartos e banheiros. Caso não existam, é recomendável fazer a instalação do recurso. Assim, se ocorrer algum problema, o idoso pode alertar a portaria, que consegue solicitar um serviço de emergência.

Outra situação a ser considerada é a existência de sensores de presença nos corredores do edifício, áreas comuns e dentro do próprio apartamento. Eles auxiliam no acendimento automático das luzes e ajudam a evitar acidentes.

As portas também devem ser mais largas (acima de 80 cm) para permitir o trânsito de cadeira de rodas ou o uso de muletas, caso alguém se machuque.

4. Identifique possíveis obstáculos

Avalie os obstáculos que podem prejudicar o seu trânsito dentro do condomínio. As escadas, por exemplo, podem se tornar cansativas com o passar dos anos.

Conforme o avanço da idade, as pessoas costumam apresentar mais dificuldade para subir muitos degraus. Por isso, dê preferência para condomínios que possuem elevadores.

Analise se o apartamento possui barras de segurança nos banheiros e perto da cama. Se não, considere o espaço para fazer a instalação, pois elas servem de apoio na hora de se movimentar.

Outro fator a ser considerado é o uso de poucos móveis no apartamento. Quanto mais organizado ele for, menores serão as chances de você esbarrar em objetos ou cair sobre eles.

5. Analise as opções das áreas comuns

Alguns condomínios já possuem algumas áreas comuns para os idosos. Entre elas estão as academias ao ar livre para a terceira idade. Elas são excelentes opções para que você possa se exercitar sem sair do ambiente seguro e, ainda, podem servir de ponto de encontro com outras pessoas do edifício.

Você também pode verificar a existência de outras áreas de convivência que costumam facilitar a integração entre as pessoas e podem ser úteis se você receber visitas de filhos e netos. Entre elas estão:

  • salão de jogos;
  • jardins;
  • piscina;
  • quadras esportivas.

Lembre-se de verificar se o salão de festas fica longe do seu apartamento. Principalmente se você gosta de silêncio para dormir ou passar o dia. Afinal, jovens costumam organizar mais eventos, ouvir música alta e conversar até tarde.

Mas, se você gosta de receber os netos para uma visita, os edifícios com playground são ideais. Eles permitem que as crianças possam brincar, gastar energia e passar bons momentos com os avós, sempre em segurança.

Agora você já sabe o que analisar na hora de escolher apartamentos para idosos. Estas dicas foram úteis para você? Aproveite para entender quando é mais vantajoso investir em imóveis pequenos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *