Conheça a história do bairro Luxemburgo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

bairro luxemburgoO bairro Luxemburgo está localizado entre o Vila Paris e a Cidade Jardim, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Sua urbanização iniciou-se em 1958, quando parte da Fazenda Santo Antônio foi loteada, transformando-se em um empreendimento imobiliário. O bairro foi ocupado somente por casas até 1996, ano em que uma alteração na lei de zoneamento da região possibilitou a construção de prédios e áreas comerciais por ali.

A partir desse momento, lojas e restaurantes foram instalados e o bairro passou a ser procurado por muita gente interessada em melhorar sua qualidade de vida. Quer saber mais sobre a história do bairro Luxemburgo? Confira!

O nascimento do bairro Luxemburgo

Foi em 1929 que o engenheiro Albert Scharlé veio para o Brasil com o objetivo de assumir a Companhia Siderúrgica Belgo Mineira. Ele foi convidado para esta tarefa pelo grão-duque de Luxemburgo e, atraído pelas belezas naturais das cercanias de Belo Horizonte, optou por comprar e viver na Fazenda Santo Antônio da Mouraria cuja sede, ainda hoje, abriga o Clube Albert Scharlé.

Diz-se que o local passou a ser conhecido como Luxemburgo por conta da origem de seu proprietário, que nasceu naquele país, mas que viveu em sua fazenda brasileira até sua morte, em 1956. Apenas dois anos depois de seu falecimento, seus três filhos venderam grande parte daquelas terras, que passaram a fazer parte da área urbana de uma Belo Horizonte em crescimento.

A qualidade de vida

Por se localizar em uma área nobre da capital mineira, o bairro Luxemburgo oferece grande qualidade de vida a seus moradores. Sua área não apresenta muita densidade populacional, o que faz com que o trânsito, ali, ainda seja bastante fluido. O bairro é bastante arborizado e conta, inclusive, com uma das principais áreas de mata nativa da cidade: o Bosque do Mosteiro.

Devido à recente mudança na lei de zoneamento da região, os prédios erguidos por lá são, em sua maioria, novos e modernos. Trata-se, na verdade, de um bairro ainda em processo valorização imobiliária, o que atrai muitos investidores.

A infraestrutura

O bairro conta, atualmente, com grande quantidade de lojas, farmácias, restaurantes, escolas, clubes e padarias, entre outros serviços. Ali também estão instalados centros de saúde, como os hospitais Luxemburgo e Mario Penna; centros de consumo, como o Shopping  Woods; e ambientes para o divertimento noturno, como a Choperia Germano.

Para chegar e sair do bairro, deve-se pegar as avenidas Guaicuí (principal via local), Prudente de Morais ou Raja Gabáglia. O trânsito ali não fica estrangulado, uma vez que há muitas vias alternativas por dentro do bairro. A principal centralidade da região é a Praça José Cavalini.

O bairro Luxemburgo é, de fato, um dos locais mais interessantes para se morar em Belo Horizonte. Mostra-se como um local tranquilo e arborizado, mas bem equipado. Oferece grande variedade de serviços e espaços para lazer, atendendo às demandas de crianças, jovens e idosos. Além disso, é um dos poucos locais centrais de Belo Horizonte que apresenta grande potencial de valorização imobiliária.

E você? Conhece o bairro? O que acha do local? Deixe suas opiniões nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *