Imóveis para terceira idade: como escolher o melhor apartamento ou casa?

Tempo de leitura: 4 minutos

Apesar de o envelhecimento da população ser uma das principais preocupações dos defensores da Reforma Trabalhista, ele tem sido tratado como uma oportunidade para o mercado imobiliário.

Isso porque a busca de imóveis para a terceira idade já se tornado corriqueira no dia a dia das principais imobiliárias em BH.

Mas por que a escolha de apartamento ou casa para pessoas idosas se difere e merece cuidado redobrado na pesquisa dos bens?

Confira nosso artigo para entender melhor essa questão e escolher o imóvel ideal para seus avós, pais ou para você curtir sua terceira idade.

O envelhecimento da população

O envelhecimento da população mundial é de conhecimento de todos e o Brasil não está fora dessa tendência.

Em 2018, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já apontava que Minas Gerais tinha 18,2% da população com mais de 60 anos.

Com o avanço da ciência e o aprimoramento da medicina, a expectativa de vida do ser humano aumentou consideravelmente. Ou seja, as pessoas que nasceram nas últimas décadas já têm a probabilidade de viver mais do que qualquer outra pessoa do início do século passado.

Ainda segundo projeções do IBGE, em 2029, Minas Gerais terá uma população com mais de 60 anos, o equivalente a 20,8% — índice que saltará para 25,7% em 2039, mesmo com uma taxa de crescimento projetada de 0%.

As necessidades especiais das pessoas idosas

Se a ciência não der um salto evolutivo e não proporcionar condições de vida ainda melhores na terceira idade, os futuros vovôs e vovós enfrentarão limitações similares aos dos atuais.

Entre as dificuldades mais comuns entre os idosos, e que exigem adaptações em imóveis para terceira idade, estão:

  • Perda do tônus muscular, que resulta em uma menor capacidade de força física;
  • Visão prejudicada, que ocasiona dificuldades de locomoção e identificação do perigo;
  • Fragilização dos ossos, que aumenta o risco de fraturas com quedas e tombos;

As dificuldades citadas geram diversos entraves, principalmente de locomoção — impossibilitando uso frequente de escadas — e usabilidade de itens, como móveis embutidos muito altos, por exemplo.

Por isso, é importante prestar atenção em diversos pontos para proporcionar uma qualidade de vida adequada para pessoas idosas em seus apartamentos ou casas.

Como escolher imóveis para terceira idade

As limitações e necessidades especiais das pessoas idosas variam de acordo com cada uma delas, mas os 5 pontos a seguir são cruciais para se observar ao escolher imóveis para terceira idade:

1. Escolha de imóveis menores

Sejam moradores solitários ou acompanhados de seus parceiros de vida, os melhores imóveis para terceira idade são os apartamentos compactos e as casas menores.

Isso porque demandam menos esforços para cuidar da limpeza e organização, além de reduzir a sensação de solidão com cômodos essenciais e, se possível, integrados.

2. Preocupação com acessibilidade

Acessibilidade é o ponto chave de qualquer imóvel destinado aos vovôs e vovós, sejam atuais ou do futuro.

A redução de obstáculos, como escadas, e a disponibilização de corrimãos permitem melhor locomoção para as pessoas acima de 60 anos, demandando menos esforços físicos. Por ser uma demanda frequente, as construtoras começaram a construir imóveis pensados para atender a esse público, como por exemplo, este apartamento da construtora Sudoeste.

3. Importância da aderência do piso

Além da eliminação de obstáculos, como degraus e desnivelamentos, a aderência do piso é essencial para a segurança de pessoas idosas.

Na terceira idade, como o risco de quedas é consideravelmente maior e extremamente arriscado, contar com pisos antiderrapantes, que permitem maior aderência com os calçados, é fundamental para evitar quedas. As melhores opções são o vinílico, o carpete (preso ao chão e higienizado constantemente).

4. Garantias de segurança

Para idosos que decidem ou precisam morar sozinho, as garantias de segurança colaboram para a tranquilidade dos dias dessas pessoas.

Porteiro 24h no seu prédio, câmeras de segurança, detectores de incêndio nos ambientes e muros bem projetados são importantes para quem se sente mais frágil na terceira idade.

5. Disposição de áreas de lazer e convivência

Seja em apartamento ou em casas de condomínios fechados em BH, ficar preso dentro do imóvel não é recomendado para os vovôs e vovós.

As áreas de lazer e convivência tranquilas são importantes para tomar sol, se exercitar e interagir com outras pessoas, curtindo a conhecida “melhor idade”.

Como é possível observar, escolher apartamentos para idosos ou casas para pessoas mais velhas demanda atenção e cuidado com detalhes. Com o auxílio de empresas, como a Valore Imóveis, você consegue facilmente identificar a residência mais adequada para seu ente querido ou para você mesmo. Entre em contato ou venha tomar um café com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *