17 Coisas Que Um Síndico Não Deve Fazer

Tempo de leitura: 5 minutos

Para um síndico ser bem sucedido na sua profissão e alavancar sua carreira, representando prédios comerciais ou residenciais de primeira linha é importante ter alguns valores e qualidades, tais como transparência, honestidade, bom relacionamento, seriedade, educação, eficiência e organização.

Muitas são as atribuições do síndico de condomínio e, convenhamos, elas não são muito fáceis. Ter que intermediar problemas entre moradores, realizar orçamentos, coordenar reformas, gerenciar reuniões, é uma missão que poucos querem para si.

É preciso ter muito jogo de cintura para conseguir desempenhar todas as funções com eficiência e, muitas vezes, falta tempo para resolver todas as pendências.

É claro que ser um bom síndico exige muita experiência e motivação. Para quem está no começo da carreira, é importante saber que tipo de ações são permitidas ou não.

Se você quer começar a trilhar seu caminho de sucesso na profissão, saiba quais são as principais coisas que um síndico não deve fazer!

1- Negligenciar normas do condomínio

 O síndico deve seguir as regras e normas estabelecidas com base no regulamento interno do condomínio. Tanto o síndico, quanto os condôminos (sejam moradores ou colaboradores) devem seguir à risca.

2- Não prestar contas aos condôminos

 O síndico tem o dever e responsabilidade de prestar contas aos moradores pelo menos uma vez ao ano ou de acordo com o que estiver estipulado nas normas do condomínio. Em alguns condomínios a prestação de contas é mensal.

3- Invadir a privacidade alheia

A privacidade dos condôminos deve ser rigorosamente respeitada. Ter discrição e nunca abrir correspondências alheias, nem adentrar em locais sem permissão é fundamental. Em casos emergenciais como fogo ou vazamento de gás, o indicado é entrar em contato com o morador antes de tomar qualquer medida drástica. Em caso de dúvida, consulte o jurídico.

4- Proibir entrada de visitantes

Controlar visitantes que entram no prédio que gerencia é um dos papeis do síndico. Entretanto, isso não dá o direito de proibir a entrada de qualquer pessoa que tenha o acesso autorizado por um condômino.

5- Não respeitar as votações da assembleia

Ao realizar assembleias no condomínio, o síndico deve respeitar o quórum das votações feitas na assembleia. Caso contrário, ele poderá sofrer consequências e levar a impugnação da ata.

6- Expor moradores devedores

Por questão de ética e respeito, o síndico não deve expor condôminos inadimplentes em murais ou/e em público. Essas questões devem ser tratadas em sigilo para não gerar constrangimentos. O inadimplente tem o direito de entrar com processo de danos morais, caso se sinta exposto.

7- Ser parcial na resolução de desavenças

Ao lidar com questões de discussões entre moradores dentro do condomínio, o síndico deve ser imparcial, ouvir os dois lados e procurar uma resolução amigável que seja bom para todos e garanta a harmonia.

8- Ignorar solicitações dos condôminos

O síndico deve estar sempre disposto a responder todas as dúvidas e solicitações dos condôminos. Mesmo que ele não tenha a resposta, se for da sua alçada, ele deve buscar a informação e retransmiti-la.

9- Multar condôminos sem comprovação

Em caso de punição (como multa) de condôminos os fatos comprovados devem ser sempre norteadores. As orientações da convenção do condomínio também precisam ser cumpridas.

10- Contratar obras sem aprovação da assembleia

Todos os reparos referentes a área de lazer e melhorias estéticas do condomínio devem ser pré-aprovadas em reunião da assembleia por pelo menos 2/3 dos condôminos.

11- Não pagar as contas de condomínio

Uma das principais obrigações do síndico é se responsabilizar pelo pagamento de contas mensais, seja de prestação de serviços, seja de folha de funcionários, etc.

12- Não dar notificações aos condôminos

Notificações importantes, como por exemplo, judiciais, direcionadas ao condomínio, precisam ser sempre passadas para os demais.

13- Destratar visitantes, moradores e/ou colaboradores

A educação também é outra característica fundamental. Um bom síndico deve tratar a todos com respeito e polidez. Seja sempre solícito e empático.

14- Usar fundos da reserva para outros fins

O fundo de reserva do condomínio é um valor arrecadado exclusivamente para uso em caso de emergências e não deve ser usado para pagar contas do dia a dia do prédio, menos ainda para uso pessoal.

15- Gerenciar um prédio por mais de 2 anos

A lei determina o prazo de dois anos para a gestão de um síndico sem votação. Passado esse período, caso seja reeleito, ele poderá voltar a exercer a função.

16- Reter documentos do condomínio 

Ao final da sua gestão o síndico deve entregar toda a documentação e prestação de contas do condomínio para aquele que for eleito.

17- Esquecer de realizar a manutenção dos elevadores

A manutenção preventiva de elevadores é essencial para evitar problemas e acidentes. Assim, esteja atento aos prazos e necessidades de assistência.

Buscamos, com estas informações, ajudar síndicos e condôminos a ficarem por dentro do que é importante nessa função, que é essencial para todos os moradores.

E se você tem interesse em saber como se tornar um parceiro da Valore, fale com nossos captadores. 

 

Guestpost produzido pela Espel e Valore Imóveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *