4 dicas para completar o valor do imóvel

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A compra do primeiro imóvel é um dos momentos mais importantes e decisivos das nossas vidas, não é mesmo? É comum que esse seja nosso primeiro grande investimento financeiro. Por isso, é preciso ficar atento a vários aspectos antes de fechar o negócio. E o valor do imóvel é um dos principais pontos ao qual devemos prestar atenção.

Afinal, todo mundo sabe que não é fácil juntar dinheiro para comprar um apartamento que seja a nossa cara, do jeitinho que a gente sempre quis. Mas existem algumas atitudes que podem ser tomadas para facilitar esse momento.

Neste post, vamos mostrar como é possível juntar dinheiro para a compra de um imóvel.

O que analisar antes de decidir?

A maior parte dos imóveis custa bem caro e vai ser difícil conseguir juntar todo o dinheiro necessário para efetuar a compra. Mas com algumas atitudes e mudanças de hábitos, é possível economizar o suficiente para esse investimento.

Poupar dinheiro é importante, porque quanto mais você tiver em mãos para pagar o imóvel, mais barato ele sairá. Há quem diga, inclusive, que só vale a pena encarar um financiamento se você tiver, no mínimo, 50% do valor total do imóvel.

Caso contrário, é melhor juntar mais um pouquinho para não entrar em um dívida infinita com o financiador. E quem compra à vista sempre paga menos. Isso é regra!

Como inteirar o valor de um imóvel?

1. Utilize o FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser um bom complemento para o valor total do imóvel. O FGTS nada mais é que uma quantia paga pelo empregador ao empregado. O valor é depositado em uma conta na Caixa Econômica.

Para poder utilizar o FGTS para a compra de imóveis, você tem que:

  • ter, no mínimo, três anos de carteira assinada;
  • não ter financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação em nenhum lugar do Brasil;
  • trabalhar ou morar na cidade onde pretende comprar o imóvel;
  • e não ser proprietário de nenhum outro imóvel na cidade onde deseja comprar o novo.

Se resolver utilizar o FGTS para inteirar o valor do imóvel, é só ir ao banco e sacar o valor. É claro, levando todos os documentos que comprovem que você tem direito ao saque.

2. Investa o dinheiro no mercado financeiro

Se você já está com a ideia de comprar um imóvel há algum tempo, provavelmente,  poupou algum dinheiro. Mas, se esse valor ainda não é o suficiente para quitar o imóvel que você deseja, a melhor opção é fazer esse dinheiro render mais.

E a melhor maneira de fazer um dinheiro render é investindo. Deixá-lo parado na poupança é seguro, porém, rende muito pouco. Procure, então, alternativas mais rentáveis. Investir em ações na bolsa sem ter conhecimento de como funciona, pode ser, de fato arriscado. Mas existem outras opções.

Procure saber um pouco mais sobre Títulos do Tesouro, Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA), por exemplo.

3. Venda objetos de valor

Desapegar de alguns objetos de valor que você adquiriu ao longo da vida pode ser uma alternativa para juntar mais dinheiro para o novo imóvel. Joias, móveis e objetos de decoração podem ter um valor maior do que você imagina.

Além disso, hoje em dia, está bem mais fácil vender produtos e serviços. Existem milhares de sites que podem facilitar sua vida. É só dar uma pesquisada e escolher o que você acha que vai te dar um maior retorno!

4. Economize sempre

Se você decidiu juntar dinheiro para a compra de um imóvel, qualquer economia faz muita diferença. Nesse caso, algumas atitudes e mudanças de hábitos são essenciais para economizar em casa:

  • Diminuir as saídas para comer fora. Cozinhar em casa sai sempre mais barato;
  • Pesquisar preços em diferentes supermercados antes de fazer as compras;
  • Estabelecer metas de gastos;
  • Fazer planilhas para controlar melhor as despesas domésticas.

Viu como não é tão difícil assim juntar dinheiro para inteirar o valor do imóvel? É só planejar e mudar alguns hábitos e atitudes. Se gostou das nossas dicas, assine nossa newsletter. Assim, você ficará sempre por dentro das novidades sobre esse tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *