Por que escolher um apartamento com medição individualizada da água?

Tempo de leitura: 3 minutos

A medição individualizada é um dos métodos mais eficazes para regular o consumo e desperdício da água nos condomínios. Por isso, antes de adquirir um apartamento ou imóvel, é essencial estar ciente desse detalhe.

Atualmente, a Lei nº 13.312 torna obrigatória a instalação de medidores de água em todas as unidades imobiliárias em construção até 2021. Diante da norma, o síndico deve propor a mudança aos condôminos e apresentar as principais melhorias adquiridas com a alternativa.

Ficou curioso? Continue a leitura e entenda como a medição individualizada é um diferencial para a economia de água no condomínio!

O que é medição individualizada da água?

A instalação de medidores de água nos condomínios tornou-se uma obrigatoriedade para todas as edificações entregues até 2021 no país. Com ela, nota-se maior economia dos recursos hídricos nas residências, pois o pagamento do consumo é individualizado e muito mais justo do que a tradicional forma de rateio.

Atualmente, os prédios novos devem aderir à norma no prazo de cinco anos. No caso das unidades imobiliárias mais antigas, a migração para o sistema individual não é obrigatória. Porém, cada condomínio deve verificar a viabilidade técnica da mudança, uma vez que a possibilidade de racionamento da água chega a 40%.

Quais são as vantagens?

Nesse sistema, a forma de pagamento da água é justa e muito mais econômica. Isso porque cada residência paga o quanto utilizou no período de um mês — promovendo o consumo consciente do recurso e diminuindo inadimplências no valor do rateio geral.

A seguir, entenda outras vantagens ao migrar para o sistema individual.

Redução da cota condominial geral

Um dos principais motivos para a instalação desse tipo de alternativa é a viabilidade econômica que oferece. Com o sistema, possíveis inadimplências e altos valores são combatidos nas taxas do condomínio, e cada um paga exatamente pelo o que gastou.

Uso mais consciente da água

A medida viabiliza o racionamento e faz com que a consciência sobre a utilização da água seja uma tema presente para todo o condomínio. Assim, ações educativas podem ser propostas pelo síndico, como evitar deixar a torneira aberta enquanto se escova os dentes, diminuir o tempo do banho, reutilizar água da máquina de lavar etc.

Método de rateio mais justo

Na maior parte dos condomínios, ainda adeptos do antigo modelo, organiza-se o montante total gasto de água e todos os moradores participam do rateio. Essa não é a forma mais justa, pois algumas residências pagam por um valor que não utilizaram.

Com o sistema individual, é mais simples verificar quanto de água foi utilizado em cada unidade imobiliária, evitando surpresas para o bolso dos residentes.

Valorização do imóvel

Os imóveis que não oferecem medidores individuais tendem a sofrer desvalorização ao longo do tempo. Em prédios antigos, por exemplo, a infraestrutura não viabiliza a instalação desse tipo de sistema — o que faz com que possíveis compradores desistam de adquirir a unidade.

Como visto, a medição individualizada da água promove inúmeros benefícios para os condomínios. O síndico deve propor a mudança em assembleia para os moradores e responsabilizar-se pelas reformas, caso obtenha aprovação total. Assim, o controle sobre o consumo do recurso hídrico garantirá economia para todos.

Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades! Clique AQUI.

 

Oportunidades Valore Imóveis à venda com medição de água individualizada, confira!

Apartamento de 3 quartos, 88,00m² à venda no Funcionários | Valor: R$ 970.000,00

Apartamento de 2 quartos, 68,26m² à venda no Vila Da Serra | Valor: R$ 535.000,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *