Conheça os 5 bairros com o metro quadrado mais caro de BH

Tempo de leitura: 9 minutos

A valorização e a qualidade de vida de um bairro, ou de uma região, podem ser percebidas por meio do preço médio do metro quadrado. E a variação desse valor serve como um dos indicadores de saúde econômica de uma determinada localidade.

De acordo com o mais recente Índice FipeZap de venda de imóveis residenciais, ao considerar o acumulado de 12 meses, apenas Belo Horizonte teve uma variação maior que a inflação do período. Isso sinaliza que o mercado imobiliário na capital mineira está se recuperando.

O índice apresenta, ainda, os bairros com o metro quadrado mais caro de BH. E todos eles estão localizados na região Centro-Sul da capital. Conheça mais sobre cada um deles e as vantagens de morar ou investir nessas áreas.

Os 5 bairros com o metro quadrado mais caro de BH

1. Savassi

O tradicional bairro da Savassi é um dos mais badalados e o que tem o metro quadrado mais caro de BH. Ele está no topo da lista, com o preço médio de R$ 11.602 nos dias de hoje. Esse é um preço a se pagar por conta das inúmeras opções que os moradores têm nesse verdadeiro oásis de qualidade de vida.

Lá estão alguns dos melhores bares e restaurantes da capital mineira, além de museus, livrarias, boates, lojas e centros comerciais. O público-alvo varia muito, indo desde famílias mais práticas e modernas até jovens executivos com mais foco na carreira profissional.

Vale destacar a bela Praça da Liberdade e seu Circuito Cultural, com diversos eventos e atrações para quem gosta de arte e cultura. A proximidade com o centro é outro dos pontos fortes da Savassi, mas isso não faz com que suas ruas percam o ar de paz e tranquilidade típico de Belo Horizonte.

2. Santo Agostinho

Em segundo lugar no ranking está o bairro Santo Agostinho, com preço médio de R$ 10.267 por metro quadrado. Tal qual ocorre com a Savassi, esse valor não é à toa e se explica por uma série de diferenciais que a região tem a oferecer para os moradores e visitantes que chegam a Belo Horizonte.

Ele conta com uma excelente perspectiva de qualidade de vida, altos níveis de segurança para os habitantes, excelente infraestrutura, com ruas arborizadas e localização privilegiada, já que fica próximo a outros importantes bairros de BH, como Lourdes, a própria Savassi e Barro Preto, por exemplo.

3. Funcionários

Esse bairro também vem chamando bastante atenção do mercado imobiliário e, por isso mesmo, ganha uma honrosa medalha de bronze nessa lista. Os imóveis de Funcionários têm, em média, o valor de R$ 10.199 por metro quadrado e, assim como as outras localidades do ranking, esse bairro é completo.

Ele foi originalmente planejado para receber os funcionários públicos da capital mineira e, por isso, recebeu esse nome e conta com uma variada rede de comércio e serviços, além de um forte circuito cultural, com a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, o Museu Mineiro e o Centro de Arte Popular.

4. Lourdes

Muitas pessoas consideram Lourdes como o melhor lugar para se viver na capital de Minas Gerais. O bairro, cujo centro informal é a Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, é famoso pelo comércio de luxo. No entanto, o preço médio do metro quadrado em Lourdes é apenas o quarto maior de BH, com valor de R$ 10.123.

Entre seus pontos fortes, está a possibilidade de os moradores usufruírem de restaurantes com o melhor da culinária mineira, com tranquilidade, segurança e mobilidade.

É uma área calma e gostosa para se viver, com uma vocação residencial bastante clara. É um verdadeiro objeto de desejo no mercado imobiliário de BH e a tendência é de valorização.

5. Belvedere

Esse é, sem dúvida, um dos melhores bairros para se viver em BH. Belvedere faz parte de um perímetro metropolitano extremamente desenvolvido, com foco no comércio, na educação e na gastronomia. É uma região com desenvolvimento mais recente, e isso confere características muito procuradas por alguns perfis de moradores.

Além disso, ele fica próximo da Vila da Serra, de Sion e de São Bento, importantes bairros da região Centro-Sul da capital. Com tudo isso, o valor médio do metro quadrado em Belvedere é de R$ 9.004.

Também não fica muito longe de locais importantes como a Savassi, permitindo uma boa qualidade de vida com grande facilidade nos deslocamentos.

Outros pontos valorizados de BH

Embora esses sejam os bairros com o metro quadrado mais caro de BH, existem outras regiões que merecem destaque, com excelentes características para seus moradores. Confira abaixo alguns deles.

Sion

O Sion também é um dos bairros com o metro quadrado mais caro de BH, embora tenha um valor um pouco abaixo dos outros dessa lista, com uma média de R$ 7.841. Um dos grandes motivos para isso é a grande quantidade de empreendimentos imobiliários e condomínios de bom padrão que estão sendo construídos em suas ruas.

Entre outros diferenciais dessa localidade, podemos destacar a apreciadíssima Mata das Borboletas, que é capaz de reunir diversas espécies de plantas e flores espalhadas ao longo de seus mais de trinta mil metros quadrados de preservação ambiental. Também conta com um bom comércio, empresas e escritórios.

Anchieta

Anchieta também é um dos bairros com o metro quadrado mais caro de BH, com um valor que gira em torno de R$ 7.303. Isso ocorre porque a região acaba sendo uma mistura muito interessante das vantagens de viver em uma grande capital com os benefícios de quem não abre mão do ar de cidade pequena.

É extremamente nobre, com predominância de propriedades de classe média alta e vias muito arborizadas. Ainda assim, o entretenimento é um dos pontos fortes, com destaque para a famosíssima Rua Pium-í, endereço que reúne alguns dos melhores bares e restaurantes do circuito gastronômico de Belo Horizonte.

Centro

Na maioria dos grandes centros urbanos ao redor do mundo, o bairro central costuma ser uma área um pouco menos valorizada do ponto de vista residencial. No entanto, em Belo Horizonte, isso não ocorre e o Centro acaba sendo também um dos bairros com o metro quadrado mais caro de BH.

A região apresenta diversos benefícios para quem quer morar por lá, sobretudo após a revitalização realizada na última década. Existem unidades disponíveis para todos os gostos e estilos, desde apartamentos pequenos até os maiores, com até quatro quartos. O valor do metro quadrado gira em torno de R$ 6.125.

Carmo

Carmo é outra localidade que pode ser considerada relativamente antiga, com um desenvolvimento um pouco mais precoce do que as áreas mais tradicionais de Belo Horizonte. Ele se situa na região Centro-Sul do município, considerada a mais nobre e desejada da cidade mineira.

O seu processo de urbanização inicial se deu predominantemente no entorno da Igreja de Nossa Senhora do Carmo e essa expansão foi chamando a atenção dos corretores e fez com que suas ruas recebessem excelentes empreendimentos residenciais ao mesmo tempo que o local proporciona tranquilidade e lazer para os seus moradores.

O preço do metro quadrado? Em torno de R$ 8.711.

Vila da Serra

O bairro de Vila da Serra é um dos que estão experimentando uma excelente valorização do mercado imobiliário nos últimos anos e, por isso mesmo, também está entre os mais caros de Belo Horizonte. O preço médio do metro quadrado por lá subiu consideravelmente e, nos dias de hoje, gira em torno de R$ 9.570.

Alguns dos mais badalados edifícios comerciais da capital mineira ficam por ali e, visivelmente, o investimento na construção de novos empreendimentos não deve parar tão cedo. Além da excepcional infraestrutura, o lugar proporciona um ar de cidade de interior, por conta da arborização e do desenvolvimento sustentável.

Mangabeiras

Mangabeiras é um bairro de classe alta que fica na região Centro-Sul de BH e também tem um dos metros quadrados mais caros da capital. O valor médio do metro quadrado por lá fica em torno de R$ 5.682, com picos mais valorizados nas principais ruas e nos prédios mais modernos do local.

O grande destaque são as áreas verdes, como o Parque das Mangabeiras, que é a segunda maior floresta urbana do Brasil. A Praça do Papa também é muito conhecida e utilizada por crianças e adultos que buscam um dia de paz e tranquilidade como se estivessem no interior.

Cruzeiro

O bairro de Cruzeiro é mais conhecido por ser um local que proporciona boas compras, mas ele também possui uma grande vocação residencial que vem se intensificando nos últimos anos. A variedade de lojas e produtos é realmente impressionante, mas os bons prédios e habitações estão chamando a atenção do mercado imobiliário.

A diversidade de atividades é imensa, pois também é por lá que fica a sede da Universidade Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), que é a segunda melhor instituição particular de ensino superior do estado. O valor do metro quadrado por lá fica em torno de R$ 7.083.

Agora que você já conhece os bairros com o metro quadrado mais caro de BH, que tal aproveitar o excelente custo-benefício para viver, ou até mesmo investir, nessa região da capital mineira?

Quer se manter informado sobre o mercado imobiliário? Inscreva-se e receba a nossa newsletter!

 

Oportunidades Valore Imóveis nessas regiões, confira!

Apartamento de 4 quartos, 132,00m² à venda no Savassi | R$ 1.590.000,00

Apartamento de 3 quartos, 103,00m² à venda no Santo Agostinho | R$ 950.000,00

Apartamento de 4 quartos, 140,00m² à venda no Anchieta | R$ 590.000,00

Área privativa de 3 quartos, 169,68m² à venda no Lourdes | R$ 1.490.000,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *