Como utilizar o FGTS para amortizar o financiamento imobiliário?

Tempo de leitura: 3 minutos

Nos últimos meses temos visto a queda da Selic influenciar as condições de novos financiamentos da casa própria. Com a baixa da taxa básica de juros, a população conta com financiamentos mais atraentes em relação a alguns períodos anteriores.

Quem já fez um financiamento também se beneficia, pois as parcelas sofrem menos impacto com os juros mais baixos. Além disso, desde setembro, o Governo Federal liberou um recurso muito importante para os brasileiros: os saques de contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Os trabalhadores podem utilizar até R$ 500 de contas ativas e inativas do fundo e diminuir sua dívida. Quer saber como utilizar o FGTS para amortizar o financiamento do seu imóvel? Neste artigo, apresentamos algumas soluções. Confira e faça sua escolha!

Como posso amortizar o financiamento com o FGTS?

Lembramos que a Caixa Econômica Federal segue um cronograma para pagamento do FGTS aos trabalhadores. Você deve consultar aqui a data do seu recebimento. Se não for correntista do banco, o período será o estipulado de acordo com a sua data de nascimento.

1. Quitar dívidas em aberto

Quando se tem débitos e uma oportunidade, não há dúvidas: devemos quitá-las o quanto antes. Pensando nisso, se você tem contas em que pode juntar um montante ideal para quitar as prestações do financiamento atrasadas, destinar o FGTS é uma ótima escolha!

2. Reduzir o total de parcelas

Já se você está em dia com as contas, uma boa alternativa é diminuir o número de parcelas, antecipando algumas mensalidades. É uma boa escolha se você pretende terminar o pagamento do financiamento mais cedo.

3. Abater no valor das prestações anuais

Há ainda uma opção para aqueles que preferem ter um respiro no pagamento: utilizar o FGTS para amortizar o financiamento diluindo o montante que você tem disponível no valor de cada uma das próximas 12 prestações.

Funciona assim: cada pessoa pode quitar até 80% das 12 parcelas seguintes, consecutivas, ou das atrasadas, desde que não sejam mais de três. O valor do fundo é dividido pelos 12 meses e o resultado é o que será abatido de cada prestação. Interessante, não é?

O que eu devo saber ao utilizar o FGTS para amortizar o financiamento?

Ressaltamos que, para utilizar o FGTS para este fim, o trabalhador deve ter, no mínimo, três anos de carteira assinada, que podem ser na mesma empresa ou em empresas diferentes. Além disso, não pode ter nenhum outro financiamento imobiliário em aberto.

Também não é possível que o cidadão seja proprietário de outro imóvel residencial urbano, dentro do mesmo município ou na região metropolitana em que mora ou trabalha, ou ainda que pretende morar ou trabalhar.

Para solicitar esse tipo de amortização, o imóvel financiado não pode valer mais de R$ 1,5 milhão. E para solicitar o serviço, o cidadão deve comparecer à Caixa Econômica Federal com documento oficial de identificação, carteira profissional e outros comprovantes

Se você possui um financiamento imobiliário e pode contar com o recurso do saque do Fundo, essas são boas medidas que o ajudarão no pagamento das suas parcelas. Vale lembrar que estão sendo liberados os fundos de contas ativas e também das inativas.

Já sabia como utilizar o FGTS nas suas prestações? Gostou das dicas? Deixe abaixo o seu comentário! E não se esqueça, qualquer dúvida, fale com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *